Estratégia

Como lidar com o excesso de dados

Ninguém duvida que informação é um bem estratégico para qualquer empresa. Mas diante da proliferação de novas tecnologias, o nível de dados produzidos hoje é cada vez maior, gerando um excesso às vezes difícil de gerenciar.

Isso tem aumentado os esforços para desenvolver sistemas de gestão da informação que possam buscar, filtrar e compilar grandes volumes de dados. Afinal, ter informação oportuna de alta qualidade na ponta dos dedos a todo o momento é um dos ativos de negócios mais críticos de hoje.

Basta pensar na série de efeitos que uma governança de informações bem concebidas pode gerar: recolher dados apropriados torna possível tomar decisões no momento certo, permitindo uma resposta mais rápida às mudanças do ambiente de negócios a um custo menor, com menos erros, o que acaba melhorando a performance da empresa.

Mas qual a melhor maneira de fazer a gestão da informação na era digital?

Mesmo que hoje transformar “pilhas” de dados em informação apropriada para ser colocada em ação seja prioridade, tanto na agenda de negócios quanto na de TI, alavancar dados como um ativo estratégico é um grande desafio.

Além de aplicar rigoroso pensamento estratégico na gestão da informação, as empresas devem dar ênfase muito maior a processos de negócios e ferramentas usadas para garantir a qualidade dos dados na organização.

No entanto, soluções técnicas sofisticadas não vão ser suficientes. A formulação de estratégias eficazes para tratar esses dados também vai depender de iniciativas de desenvolvimento intenso para impulsionar a aprendizagem e a capacidade de avaliar a informação de maneira apropriada.

A seguir algumas dicas recomendadas pela Forbes Insights (Managing Information in the Enterprise) para empresas realizarem uma melhor gestão da informação:

– Avalie se o nível de qualidade de seus dados atende às expectativas do negócio, começando com os de maior prioridade, como fornecedor, cliente, material ou dados do produto.

– Avalie como dados incorretos ou ambíguos podem estar afetando a capacidade de a empresa tomar decisões inteligentes e bem informadas.

– Determine quanto os problemas de qualidade de dados custam à empresa anualmente.

– Analise o impacto de questões atuais relacionadas a dados em sistemas analíticos ou operacionais, como Business Intelligence (BI) ou Enterprise Resource Planning (ERP).

– Estabeleça um executivo para ser sponsor do comitê de governança de dados e envolva pessoas chave de TI para obter uma visão nítida sobre as questões de qualidade de dados e como os recursos podem ser priorizados.

– Descreva claramente a responsabilidade da gestão de dados em todas as áreas. Eduque todos os gestores sobre o impacto da qualidade da informação nas operações do negócio. Permita que eles sejam responsáveis.

– Procure atenuar os argumentos sobre a qualidade dos dados “perfeitos”, concentrando-se em vez disso na integridade e na utilização da informação.

Advertisements