Risco

De olho no risco

Colored wooden toysNa gestão do risco, a primeira pergunta que uma organização deve responder é: “Quais são os maiores riscos que enfrentamos?”. As respostas vão estabelecer as bases para que a alta liderança possa lidar apropriadamente com esses riscos.

Basicamente, avaliar a magnitude dos riscos envolve pensar em dois aspectos: a) Probabilidade — a chance de um evento ocorrer; b) Consequência — o impacto ou resultado de um acontecimento.

Considerando que em todas as organizações sempre há algum nível de risco, o papel do Conselho é recomendar à alta gestão a aplicação coordenada dos recursos para minimizar, monitorar e controlar a probabilidade e/ou impacto de eventos adversos ou para maximizar a realização de oportunidades. E uma vez que a prioridade do risco tenha sido identificada, deve-se estabelecer as medidas necessárias para tratar cada risco.

De acordo com cada contexto, a escala de prioridade de um risco pode ser determinada segundo:

– O potencial de perda ou impacto negativo.

– O grau de urgência requerida e/ou o tipo de intervenção para tratar o risco.

– A ordem de importância para se tomar medidas na gestão do risco.

Evidentemente, as estratégias de gestão do risco incluem medidas para evitar o risco, reduzir sua probabilidade ou efeito negativo, mas também faz parte da equação aceitar algumas ou todas as consequências potenciais ou reais de um risco particular.

O ponto essencial é lembrar que hoje sistemas de gestão do risco e planos de contingência devem ser monitorados e revisados continuamente pelo Conselho na mesma medida em que o cenário e as circunstâncias mudam.

Advertisements