Capital Humano

Pela primeira vez

escalator of the subway station in modern buildingUma das dificuldades mais comuns para conselheiros de primeira viagem, especialmente executivos seniores, é se ajustar ao papel — mais desprendido — da supervisão. De acordo com o guia “Becoming a non-executive director”, publicado pela Spencer Stuart, isso significa “enfocar o estratégico em vez da agenda operacional e compreender a diferença entre governança e gestão”.

Em um Conselho, até mesmo o mais sólido dos currículos enfrenta um sistema único de poder, totalmente diferente da carreira executiva do dia a dia. E isso requer, de quem vai servir nessa arena pela primeira vez, um conjunto distinto de habilidades. Especialmente, uma mudança na perspectiva do que se considera importante na nova função, para que isso se torne o foco da energia do trabalho. No entanto, alguns conselheiros de primeira viagem demoram mais do que os outros para fazer a transição em termos de pensamento e comportamento.

Por isso, ter um mentor no Conselho, pelo menos no primeiro ano, é altamente recomendável para se familiarizar ao máximo com a nova posição e o que ela implica. Desde verificar o nível de preparo mental e emocional para atuar como um embaixador da empresa até analisar se o perfil é adequado para trabalhar incansavelmente diante de uma crise, por exemplo.

Com a atual tendência de aumento de novatos em Conselhos, Jane S. Howze oferece algumas dicas para quem vai servir pela primeira vez nessa arena, às quais listo em síntese abaixo:

Pesquise a fundo: Saiba tudo o que puder sobre a empresa antes da primeira reunião do Conselho. Do relatório anual a comunicados de imprensa, estatutos, missão da empresa, documentos confidenciais do Conselho e outros materiais relevantes. Estude cuidadosamente essa informação e faça anotações.

Personalize seu conhecimento: Nunca perca a oportunidade de conhecer outros diretores e executivos. Busque se familiarizar com seus novos colegas e faça perguntas que demonstrem seu interesse por eles e sua posição. Para demonstrar verdadeiro interesse e ficar em dia sobre oportunidades e desafios da empresa, se informe com os executivos sobre questões estratégicas das áreas da empresa.

Examine um pouco mais: Tente descobrir o que clientes e concorrentes dizem sobre a empresa. Também pergunte ao chairman se você deve conhecer outros conselheiros antes de sua primeira reunião. Procure saber mais sobre seus colegas, se você ainda não os conhece. Qual seu repertório e experiência? Eles servem em outros Conselhos? Há outros novatos no grupo? Verifique suas conexões no LinkedIn. Você pode obter um rico panorama sobre eles apenas sentando na frente do computador.

Saiba por que a empresa recrutou você: Sua experiência executiva é a mesma do setor da empresa em que será conselheiro? Descubra como sua expertise se relaciona com a de outros membros do Conselho e como a empresa espera que você contribua. Em seu primeiro encontro mais profundo com o chairman ou CEO, é preciso ter uma compreensão clara de por que você está lá e como pode contribuir.

Invista naquilo que você defende: Compre ações da empresa. A maneira mais fácil de pensar como um acionista é sendo um. Se você está pessoalmente envolvido no sucesso da empresa desde o primeiro dia, sua atuação irá refletir o que é melhor para os acionistas.

Advertisements