Estratégia

Critérios para decidir

iStock_000012357273SmallAHá uma infinidade de fatores que inibem a tomada de decisão eficaz em reuniões de Conselho: indivíduos dominantes, conflitos de interesse ou interesse próprio, baixos padrões éticos, apego emocional, dependência excessiva a experiências e decisões anteriores, atitude complacente, relutância da gestão em se envolver com membros independentes (NEDs), em trazer questões para o Conselho, e por aí vai…

Segundo especialistas, a eficácia do Conselho depende de que se concentre em questões estratégicas (em oposição às operacionais) e de nunca perder de vista a missão da organização. Seus membros precisam garantir o avanço da organização e a saúde do negócio a longo prazo. Portanto, devem ter o foco em questões estratégicas que tenham alta importância ou que possam gerar consequências significativas.

Para assegurar que isso aconteça e identificar as questões que realmente merecem atenção nos processos de decisão, o Conselho deve ponderar sobre o grau de importância da decisão, o nível de incerteza envolvendo a decisão, se há uma ameaça ou crise forçando a decisão, entre outros aspectos essenciais.

De acordo com Mark T. Engle, para estabelecer critério quanto às questões que devem ser endereçadas pelo Conselho, algumas perguntas básicas são recomendadas:

1. A questão é estratégica ou operacional?
2. A questão se encaixa na missão da organização?
3. As implicações da questão podem afetar a empresa financeiramente? Em termos de reputação ou de propósito?
4. Pode gerar consequências políticas?
5. O potencial de risco e fracasso é alto?
6. A questão colocada é algo precedente, tem a ver com definição de rumo ou está propondo mudança de rumo?

Usar critérios para filtrar as questões tratadas é absolutamente necessário para manter o nível estratégico nos processos de decisão do Conselho e evitar que os conselheiros mergulhem em detalhes ou questões de gestão, por exemplo. Só assim é possível manter a visão do todo e fazer jus à sua responsabilidade de elevar a qualidade das decisões organizacionais.

Advertisements